domingo, 8 de setembro de 2019

Novidades do último Nintendo Direct (04/09)

Na semana passada, tivemos um Nintendo Direct bem simples, que mais contou com anúncios de ports e de jogos que nós já esperávamos. Mesmo assim, houveram algumas pequenas surpresas.

Você pode ver o Direct na íntegra a seguir:



Que seja do interesse para este blog, não houveram muitas coisas grandes. Há uma pequena menção ao Link's Awakening, que chegará no dia 20 deste mês. Os maiores anúncios foram tanto para Smash Ultimate, que nós exploraremos já já, quanto para o serviço do Nintendo Switch Online, que finalmente está adicionando jogos de Super Nintendo para seus anunciantes (incluindo logo de cara 20 jogos, muitos deles sendo bem importantes - A Link to the Past, Super Metroid, por aí vai).

Enquanto não teve nada de muito impressionante para o remake de Link's Awakening, que estará chegando no dia 20 deste mês, alguns anúncios grandes chegaram para Smash.

O primeiro deles é que o Banjo e a Kazooie, os próximos da lista de personagens de DLC, ficaram disponíveis para compra no mesmo dia!


quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Cadence of Hyrule - Demonstração do jogo está disponível na eShop!

Se você ainda não comprou Cadence of Hyrule, seja porque não acreditou na nossa análise, ou porque não sabe ainda se vai gostar do jogo, ou não, então eu trago boas notícias!

Em um anúncio nas redes sociais, a Nintendo revelou que uma demonstração gratuita do jogo pode ser baixada agora na eShop do Nintendo Switch:



Cadence of Hyrule é um inesperado crossover de Legend of Zelda com o jogo indie Crypt of the NecroDancer, incorporando elementos de ambos os títulos em um pacote DE REQUEBRAR!!!! - ....
O jogo está disponível no Nintendo Switch, sendo vendido por US$24,99.

Você pretende baixar a demonstração?

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Cadence of Hyrule - Atualização traz conquistas, leaderboards para dois jogadores, e mais


Se você já comprou Cadence of Hyrule, é provável que você recebeu a notícia de que o jogo foi atualizado. Isso é porque a versão 1.0.2 do jogo chegou e, mais bacana ainda, ela trouxe algumas pequenas adições.

A partir dessa versão do jogo, agora há um sistema de conquistas e vibração rítmica (ambas sendo acessíveis pelo menu de pausa do jogo), além da adição de leaderboards para dois jogadores, e de uma opção de ajustar as cores para jogadores daltônicos.

Cadence of Hyrule está disponível para o Switch, e é uma daquelas maravilhosas surpresas que aparecem vez ou outra. Você pode conferir nossa análise do jogo aqui.

Fonte

terça-feira, 30 de julho de 2019

Smash Bros. Ultimate - O Herói de Dragon Quest chega hoje ao jogo (vídeo com detalhes)

Se você é um dos muitos que estava aguardando impacientemente pela chegada do Herói... Ou melhor, dos Heróis, de Dragon Quest em Smash Bros., então anime-se! Eles chegam hoje.

Para explicar melhor como o personagem funciona, e tudo mais, o diretor do jogo, Masahiro Sakurai, apareceu em um vídeo onde ele explica bem as várias mecânicas do novo personagem.



Também nesse vídeo, não só damos uma olhada na nova arena, Yggdrasil's Altar, como também vemos um monte de novas roupas de Mii, todas baseadas em Dragon Quest, e até recebemos notícias de que, junto com o Herói, também teremos acesso à versão 4.0.0 do jogo, a qual possui algumas mudanças bem consideráveis, como um tempo limite para aqueles que jogam com uma barra para o Final Smash, e até uma dificuldade mais fácil para o modo World of Light!

Super Smash Bros. Ultimate já está disponível para o Nintendo Switch, e conta com um mundo de conteúdo que conseguiu agradar a gregos e troianos!
O Herói está sendo vendido junto com o pacote de personagens via DLC, embora haja planos de vendê-lo isoladamente por US$5,99.

Você pretende comprar o Herói? Ou já assinou o pacote?

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Zelda II: CEO da Inti Creates diz que adoraria trabalhar em um remake do jogo; se a Nintendo permitisse



Zelda II é provavelmente um dos jogos mais injustiçados e detestados dentro do catálogo da Nintendo, logo ao lado de outros, como Star Fox Adventures e Metroid: Other M.
Agora, do mesmo jeito que esses outros jogos, há, de fato, o que justifique essa falta de amor.

Mesmo assim, há o que se admirar em Zelda II, e, considerando a nova direção em que a série de fantasia veio tomando nos últimos anos, talvez esteja mais do que na hora de revisitar o segundo lançamento de Zelda, e dar-lhe uma nova chance!

Ao menos, é isso que o CEO da Inti Creates, Takuya Aizu, gostaria de fazer.
Caso você não saiba, a Inti Creates é uma desenvolvedora e publicadora japonesa, responsável, de um jeito ou de outro, por vários dos jogos de estilo retrô que apareceram nos últimos anos, como a série Blaster Master Zero, Bloodstained: Curse of the Moon e a série Striker Gunvolt. Se você quiser ir ainda mais atrás, eles também são o mesmo estúdio por trás de vários jogos da série Megaman, especificamente a série Zero, e Megaman 9 e 10.

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Detonando! The Legend of Zelda: Oracle of Ages - O Oráculo das Eras



Lançado junto de seu irmão de nome bastante semelhante, The Legend of Zelda: Oracle of Ages segue uma direção relativamente diferente da aventura onde um novo herói ajuda um Oráculo das Estações. Diferente daquele jogo, que segue uma estrutura estritamente próxima daquilo que vimos em jogos como A Link to the Past ou Link's Awakening (em que a trama como um todo é deixada de lado por uma boa parte da aventura, até os últimos momentos), esta nova aventura apresenta pequenos detalhes que a aproximam mais daquilo que vimos em títulos como Ocarina of Time - isto é, uma história mais presente, com pequenas cenas de corte aqui e ali e, no geral, uma série de pequenas, e bem empolgantes, reviravoltas!

Isso não significa que Oracle of Ages é radicalmente diferente de Oracle of Seasons. Na verdade, há quem vá dizer que os dois são praticamente idênticos em termos de estrutura. E, por esse lado, não está exatamente errado: continuamos com a mesmíssima ideia por trás do primeiro título da série: você explorará um pequeno grande mundo - que se altera dependendo de certas ações que forem tomadas - enquanto vasculha templos e ruínas antigas em busca de oito itens colecionáveis para que possa usá-los contra um Grande Mal.
Depende de preferência, mas, se ME perguntar, o mundo de Labrynna é bem mais interessante do que Holodrum, talvez por estar mais interessado nas ideias introduzidas à série Zelda depois que a mesma começou a explorar três dimensões; em outras palavras, há mais o que ver e se maravilhar aqui.

Então... Bem... Vamos começar este guia, onde descobriremos uma grande conspiração, e exploraremos a história contorcida (literalmente) de um reino ameaçado por um amor desiludido... Parece que estou exagerando? Eh... Talvez um pouquinho.

A trama de Oracle of Ages acontece antes/depois dos eventos de Oracle of Seasons. Escrevo assim porque a ordem realmente não importa (embora eu, pessoalmente, prefira lidar com esse aqui por último).
Para garantir que este guia seja o mais acessível possível, vamos seguir pelo jogo como se ele fosse o primeiro que você pegasse.

Um guia contendo o que acontece de diferente nas duas versões quando elas são jogadas com o Código especial que você consegue no final poderá ser feito mais adiante.

domingo, 7 de julho de 2019

Cadence of Hyrule - Guia de personagens


Cadence of Hyrule pende um tantinho para o lado de seu antecessor, Crypt of the NecroDancer, e permite ao jogador controlar mais de um personagem. No entanto, diferente de algo como Hyrule Warriors, onde os personagens (ou a maioria deles) são destrancados apenas completando uma missão, ou chegando a certo ponto da história, os personagens em CoH precisam ser, primeiro, encontrados, e, mais ainda, só serão liberados depois de se resolver uma pequena busca extra.

Hã... Até parece uma certa máscara aí.

Logo de cara, o jogador precisa escolher em quem será o primeiro personagem de sua aventura: o herói Link, ou a princesa Zelda. Dependendo do personagem escolhido, o ponto inicial do jogo será diferente.
Caso o jogador escolha o Link, ele iniciará sua aventura na casa do Herói, que tende a ficar mais ao sul. Por outro lado, caso Zelda seja escolhida, o jogo começa na lateral do Castelo de Hyrule, que tende a ficar na região central.

Enquanto é possível passar a maior parte do jogo apenas com um personagem, seu progresso ao final do jogo só será atingido se você tiver em "mãos" o trio principal. Então, vamos falar sobre como encontrar, e recrutar, cada um deles!
Vale lembrar que, como o mundo do jogo muda a cada nova partida, é preciso encontrar alguns desses lugares manualmente. 

segunda-feira, 1 de julho de 2019

Link's Awakening - Edição especial do remake chegará a US$69,99

Vocês devem lembrar que, durante a E3 2019, a Nintendo repassou mais informações a respeito do vindouro remake do Link's Awakening. Mais ainda, uma dessas informações foi referente a uma edição especial que estaria agraciando a Europa e as Américas.
Ambas as edições contam com um livro de arte, embora a versão europeia contenha também uma caixa metálica para o jogo.

Graças a uma postagem nas redes sociais, descobri que a edição especial americana, chamada de "Dreamer's Edition", já apareceu com o preço não muito ruim de US$69,99. Você pode conferir por si mesmo aqui.



Claro, eu não chamaria esse preço de ideal (US$59,99 por Link's Awakening? Sério?), mas, ainda assim, a subida mais modesta não deixa de ser interessante.

O remake de Link's Awakening está programado para um lançamento no dia 20 de Setembro deste ano.

Você está interessado no remake de Link's Awakening? Quais as suas opiniões nele, e no jogo em si?

domingo, 30 de junho de 2019

Cadence of Hyrule - Análise

Nota: esta análise contém spoilers do conteúdo do jogo!


Dizer que Cadence of Hyrule foi uma surpresa seria um eufemismo. Na verdade, até imaginar que um jogo assim poderia ser feito só não era menos provável do que ver porcos voando.

Então, vivemos em um tempo muito estranho para Zelda… Muito estranho, mas, maravilhoso, mesmo assim. Um mundo onde Zelda é tema de Musou, onde as estruturas tradicionais estão sendo abaladas, e onde fãs da série agora dominam, de certa forma.

Talvez tão curioso quanto o anúncio do jogo foi sua inacreditável falta de detalhes, até um lançamento abrupto essa semana. Quer dizer, tivemos ainda dois dias para preparar a carteira, mas, ainda assim, não é lá tão diferente de ter o jogo sendo lançado de surpresa. Por mais confuso que tenha sido esse período pré-lançamento, me pareceu que tudo funcionou em prol do jogo.

Cadence of Hyrule - Crypt of the NecroDancer feat. The Legend of Zelda (ou CoH, como iremos nos referir a ele) é uma daquelas boas surpresas que aparecem de vez em quando na indústria de jogos. Um claro trabalho de amor, desenhado de maneira que seja intuitivo e que receba bem novatos de ambas as partes, mas, com detalhes e elementos que irão agradar mais aos fãs mais fervorosos.

Antes de entrar em mais detalhes, eu gostaria de deixar uma coisa muito clara aqui: este não é bem um jogo de Zelda. Na verdade, nem é um jogo de NecroDancer. Existem muitos elementos que apontam para uma feliz mistura dos dois, mas, se, por algum motivo, você não gosta de um ou de outro, você terá maior dificuldade em se ajustar, e em aproveitar o que está aqui. Caso você SEJA fã de algum deles, aí já ajuda bastante: basta estar preparado para lidar com os pontos que falam mais com o outro lado.

quarta-feira, 12 de junho de 2019

E3 2019: Aonuma fala mais sobre a sequência de Breath of the Wild; Link's Awakening em Smash Bros., e mais

Depois da coisa completamente absurda que foi ontem, fãs de Zelda no mundo inteiro ainda estão tentando se acostumar com esse bravo e lindo novo mundo que está na frente deles. Um mundo onde Link e Zelda dançam para salvar suas vidas, um Herói antigo cai em um sono profundo, e uma sequência MUITO misteriosa está sendo feita para um dos jogos mais populares de todos os tempos.

É, a E3 2019 certamente foi um prato cheio pra muita gente, e, agora que já passamos do choque inicial, podemos começar a falar sobre tudo o que temos pela frente. E, por nós, eu quero dizer o Eiji Aonuma, o atual produtor da série Zelda, e uma das mentes por trás de muitos dos caminhos absurdos, e maravilhosos, que a franquia vem tomando nos últimos anos.

Hoje, ele falou bastante, então, eu vou apenas dividir o que ele tem a dizer em tópicos, e colocar a fonte deles em seguida, OK? OK...
Vamos começar logo com o grandão, leia-se, a sequência de Breath of the Wild. Ainda não viu o trailer? Então saca só:




No primeiro ponto, talvez a maior pergunta é quanto ao que motivou a equipe a fazer uma sequência direta, ao invés de apenas uma sequência espiritual. Isso foi o que a publicação Game Informer perguntou, e a resposta do Aonuma foi bem... Direta, e simples, na verdade:


"Um dos motivos de nós querermos fazer uma continuação era porque eu queria revisitar aquela Hyrule de novo e usar aquele mundo de novo, ao mesmo tempo em que incorporo uma nova jogabilidade e uma nova história."
- Fonte (via)

Já o pessoal da Kotaku ficou bem cismado com a aparição da Princesa Zelda no trailer e, indo na onda de muita gente de que a princesa poderá ser jogável no novo título (tendo em mente o corte de cabelo mais próximo de Link, as roupas, o tempo em que ela aparece em cena, e tudo mais), eles perguntaram justamente isso para Aonuma, que deu uma resposta pouco empolgante:

"Muita gente está perguntando isso, então eu quero lhe perguntar, por que vocês estão perguntando isso?"
Frente aos comentários que a Kotaku citou, ele continua:

"Ah, entendo. (risos) Mas, eu não posso contar."

A Kotaku NÃO DESISTIU, e tentou perguntar a ele quantos personagens jogáveis estariam no jogo, coisa que Aonuma percebeu, e respondeu, TAMBÉM SEM DESISTIR:

"Eu não posso dizer."
- Fonte (via)
Apesar da resposta ser bem vaga, é bem provável que só poderemos jogar com o Link quando o título lançar...


terça-feira, 11 de junho de 2019

E3 2019: Breath of the Wild 2, Link's Awakening, Cadence of Hyrule, Dragon Quest e Banjo-Kazooie em Smash

Então... Acho que faz tempo desde a última vez que tivemos tanta coisa atirada de uma vez em uma E3. E, olha, acho que essa foi uma das E3 mais empolgantes da Nintendo, ao menos pra mim!

Por onde a gente começa...?!

Talvez dizendo que a Nintendo ainda não disponibilizou os trailers dos jogos mostrados hoje... Por sorte, eles já disponibilizaram esse vídeo mostrando os principais destaques do dia. E, olha, é muita coisa, checa aí!




O Direct saiu e pode ser visto à vontade aqui:



OK, vamos por ordem...