domingo, 3 de abril de 2011

Discussões do universo de Hyrule: O que Skyward Sword realmente promete?

Não é surpresa. Existem diversas especulações acerca do título Skyward Sword. Dúvidas e mais dúvidas aparecem, algumas importantes e outras não... Apesar de já ser garantida a presença das mais diversas mecânicas que tornaram a série famosa, não podemos nos esquecer que cada novo título da série traz novos itens. Nos trailers já divulgados, nós percebemos que itens clássicos como o Arco e as Bombas retornam mais uma vez. Apesar de a mecânica e a utilização destes itens parecerem diferentes, coisa que melhor se percebe no caso da bomba:

Essa alteração se deve à utilização dos controles de movimento, estes sendo a prioridade do novo episódio. O que realmente me deixa impressionado é que, mesmo que saibamos quais serão os itens que vão aparecer, e estes sendo itens já conhecidos pelos veteranos, ainda teremos uma impressão totalmente nova do que nos aguarda.

Talvez os novos controles da bomba sejam a maior alteração na questão de itens secundários. Olhando para os controles do arco e flecha, por exemplo, percebemos logo que as diferenças são fáceis de serem percebidas. Mais uma vez, com foco nos controles de movimento, percebe-se que atirar flechas não vai requerer apenas mirar o Wii Remote na tela e atirar, como foi na versão Wii de Twilight Princess. A realidade se apresenta mais forte aqui, utilizando o aplicativo Nunchuck para servir de corda do arco e o Wii Remote como o próprio arco.

Percebe-se rápido que o foco nos controles do Wii é explícito. No entanto, acho que Skyward Sword não seria tão esperado e, talvez, não seria tão interessante se não fossem esses controles. Quem viu os trailers e vídeos mostrados em junho do ano passado, durante a E3 2010, viu os controles 1:1 na espada.

Talvez a espada tenha sido o maior destaque do jogo, sendo movimentada igualmente à forma que o jogador fizesse com seu Wii Remote + Motion Plus.

Pessoalmente eu fiquei estático quando vi. Não é preciso dizer que isso é um grande pulo para a indústria de jogos. Mesmo que os novos modos de movimento, Kinect e PS Move, sejam bons e tenham suas vantagens, nenhum deles mostrou esse pioneirismo, o que nos faz ver que a Nintendo ainda é um monopólio na indústria de controles por movimento.

Voltando ao assunto em pauta: a jogatina com a espada promete ser algo grandioso. Quem assistiu aos vídeos pode confirmar, as batalhas serão mais intensas e reais do que nunca!

video

Agora, outra coisa bastante interessante, e digna de ser comentada neste artigo, seria a aplicação dessas novas habilidades; não estou falando do campo de batalha e, sim, dos inúmeros quebra-cabeças que o jogo reserva. Quem conferiu o vídeo (da E3 2010, pra quem não sabe) acima, viu que será necessária a utilização desses novos controles para passar por certas áreas. No vídeo, nós vemos um exemplo que seria a porta com um olho. Para derrotá-la, é necessário mexer a espada de forma que se forme uma esfera, o que deixará a porta tonta eventualmente. É um estilo bastante peculiar de se abrir portas e, também, é bastante novo para a série. 

Dentre todas essas maravilhas, eu me pergunto de que forma poderemos usar o novo item: o Beetle.

 O item é inédito na série. Pelos vídeos, dá para perceber que é necessário girar o Wii Remote para mudar a direção do item, muito parecido com o controle do pássaro em certos mundos de Super Mario Galaxy 2. 
Claro, já vimos que ele é útil em pegar Bomb Flowers e levá-las até pedras quebráveis que bloqueiam uma passagem, além de acertar um inimigo com elas por cima. O que realmente me faz perguntar é: como ele vai ajudar nos quebra-cabeças? Só pra questão de aviso: explodir paredes não é algo desafiante pra quem tem um arsenal bom em mãos. 

O legal foi ver, também, que um item ainda novo, mas não inédito, dava as caras em Skyward Sword: o Chicote. O item já tinha dado as caras no título Spirit Tracks, lançado para o DS em 2009. A primeira coisa que dá pra perceber é que o item tem um visual mais macabro em Skyward Sword. Aqui, o item perdeu o visual de cobra e é agora uma caveira com chifres com uma ponta flamejante em azul. Os controles parecem simples, lembrando a vara de pescar de Twilight Princess: basta balançar o Wii Remote para baixo e Link executará a ação de chicotear, ou algo assim. A curiosidade ainda é grande, me fazendo ficar na dúvida sobre como o chicote vai ajudar fora das batalhas. Será que teremos que fazer quebra-cabeças parecidos aos de Spirit Tracks? O jeito é esperar mais informações a respeito...

Outra coisa que me chamou atenção foram as batalhas contra alguns certos inimigos, os chefes e mini-chefes em geral. A primeira coisa que me chamou atenção foi, justamente, a batalha contra o Stalfos (esqueleto) apresentada. Percebi que o inimigo tem uma defesa estupenda, pra dificultar, mas ele parece ser derrotado do mesmo jeito que os Stalfos apresentados em outros títulos. No caso, acertá-lo até ele virar uma pilha de ossos e, então, colocar uma bomba para que ela o exploda. Posso estar errado, pois não cheguei a ver uma luta com ele ser terminada. 

Ainda assim, uma outra batalha que me chamou atenção foi, justamente, a luta contra o Escorpião. Talvez seja a batalha que mais foca nos controles revolucionários do jogo. Cortes horizontais ou verticais são necessários dependendo de como a garra dele estará aberta. É algo bastante legal, se me perguntar, pois mantém o sentimento de inovação até mesmo em horas mais tensas. Estou torcendo para que lutas assim não sejam raras em Skyward Sword. 

Agora, observando essas imagens, consegui perceber como os gráficos do jogo estão bem polidos! O fator cel-shading, ou seja lá qual for o fator de Skyward Sword, deve ter dado uma ajuda considerável, hã?Aproveito para continuar nossa coluna debatendo este assunto. 

O fator artístico de Skyward Sword, apesar de ter brilho próprio, é bem semelhante ao de Twilight Princess. Nós vemos isso principalmente quando observamos Link no jogo. Com algumas pequenas alterações, o visual atual é muito semelhante ao do último Zelda em consoles de mesa. 
O legal é que, o visual se encaixa muito bem com o estilo artístico em Skyward Sword. Enquanto a tentativa de um Zelda realista tenha tido sucesso no passado, embora com algumas coisinhas que não funcionaram muito bem, em Skyward Sword as coisas parecem ir mais naturalmente. Pena que ainda não vimos muito sobre os outros personagens do jogo.

Pessoalmente eu adoraria ver como ficou a Princesa Zelda no jogo, não só ela como alguns outros personagens que podem reaparecer.

Outra coisa que achei belíssima no novo visual: o estilo escolhido. Percebam o quão bela é essa visão "aquarelada". Ficou bacana... Achei muito legal a idéia de andar por um universo que parece uma tela. Foi uma boa sacada da Nintendo, pois dá ao jogo um aspecto mais vivo e interessante. 
Além disso, com esse novo estilo de arte, o jogo tem uma atmosfera única, que o distingue dos demais títulos da franquia.

No entanto, tudo o que estamos vendo é uma floresta. Imagino como ficou a água, por exemplo, ou as montanhas do jogo (que, sem dúvida, estão presentes).

Agora, minha curiosidade também me leva a pensar nas estruturas e construções do jogo. Nós não vimos muito delas ainda, apenas o que foi mostrado no segundo trailer, lançado na GDC '11. No entanto, já podemos ter alguma idéia de como esses locais estão construídos.
A imagem acima é uma de minhas favoritas, não só porque mostra uma construção, mas também porque mostra o herói de frente, coisa pouco observada nas imagens liberadas. 

Ainda debatendo esse assunto, me pergunto também como os calabouços estarão no jogo. Segundo os produtores, não sentiríamos uma diferença muito grande do calabouço com o mundo superior (overworld). A pergunta é: como vai ser isso? O visual geral será extremamente parecido ou o quê?

Como foi observado no trailer da GDC '11, um dos calabouços parecia ter uma estrutura própria, diferenciando-se bastante das coisas que apareceram nas imagens e no vídeo anterior.

video

É, colegas, de fato temos um mistério GRANDE em mãos. Fazer o quê...

Apesar de não ter sido foco de nenhum vídeo ainda, e falando no visual, o estilo artístico apresentado em Skyward Sword é algo que merecia um pouco mais de abordagem. Já sabemos o porque de o estilo ter sido escolhido (no caso, para adaptar melhor alguns personagens, estes que não batiam com o estilo realista), mas uma melhor olhada nos cantos construídos não seria má idéia. 

Agora, quem mais percebeu que os itens que são pegos na grama, como rupees e corações, praticamente tiveram seu tamanho aumentado de forma (um pouco) exagerada? Não que isso seja ruim, mas é algo a se considerar.

Durante anos, nos acostumamos com itens pequenos que saíam da grama, agora eles são ENORMES! Só quero ver no que isso vai dar (embora eu ache a idéia boa, pra chamar atenção dos mais desatentos). 

Bom, essa foi uma visão geral do que Skyward Sword guarda para nós e do que eu espero. Espero que vocês tenham curtido o texto. E vocês? O que vocês esperam de Skyward Sword? Discorda de alguma coisa que eu disse, ou não? Dê sua opinião!

Um comentário:

  1. muito boom!!
    final do ano eu vou pro EUA e com certeza vou trazer esse jogo pra casa, aprovo tudo o que voce disse.. mas sera que vamos ter a velha e boa Epona?

    ResponderExcluir